Como a automatização de processos pode melhorar a gestão de frete da sua empresa?

automatização de processos

Talvez, a sua transportadora já conte com algumas tecnologias que ajudem na hora de controlar as viagens dos seus TACs. Mas, olhando para as que você usa hoje, responda: elas realmente agilizam o trabalho, atuando na automatização de processos, ou acabam se tornando mais uma tarefa na lista, uma vez que ainda precisam ser atualizadas com as informações geradas? Perguntamos isso porque sabemos que, em grande parte das empresas, os programas nem sempre são integrados e, assim, terminam por deixar a gestão de fretes ainda mais complexa.

Se essa ainda é a realidade da sua transportadora, saiba que já existem soluções muito mais completas e que, de fato, inserem o seu negócio na transformação digital. Como? Focando na automatização de processos e permitindo, assim, que os colaboradores se dediquem a tarefas muito mais estratégicas. Bom, mas você pode estar se perguntando como, na prática, esses novos softwares podem atuar para melhorar esse trabalho.

Para adiantar, podemos dizer que eles atendem todos os pontos da cadeia logística: desde a criação da demanda até o pagamento aos TACs. Mas se quer conhecer mais sobre a automatização de processos na hora de realizar a gestão de fretes, continue lendo! Neste artigo, reunimos alguns dos fluxos que já podem ser otimizados com a ajuda da tecnologia. Acompanhe.

Como a automatização de processos ajuda a melhorar a sua gestão de fretes

Em qualquer empresa, existem dois tipos de trabalhos: os estratégicos e os operacionais. Os primeiros, estão alinhados aos objetivos do negócio e que fazem diferença real no desempenho da companhia. Os demais são aqueles que, mesmo importantes, não agregam valor ao que é oferecido ao cliente. No setor de suprimentos, as compras recorrentes de materiais de escritório são um exemplo. Já nas transportadoras, eles se mostram no cálculo do frete, por exemplo, quando isso ainda depende de intervenção humana.

Ao inserir a tecnologia na rotina, esses trabalhos operacionais são retirados do dia a dia da equipe. Com menos tarefas operacionais, ela se dedica às questões mais estratégicas, como o fortalecimento do relacionamento com os TACs e monitoramento de cargas.

3 processos de gestão de fretes que já podem ser automatizados

Emissão de documentos

Para qualquer empresa do segmento, a emissão de documentos é prática comum. Isso porque, caso o TAC siga viagem sem alguns deles, a dor de cabeça e o prejuízo com as multas costumam ser grandes. Além disso, como algumas podem ser aplicadas, inclusive, aos embarcadores, a imagem do seu negócio também está em jogo. Então, é bom ser rigoroso nesse ponto. Entretanto, sabemos que não é um processo simples. Para se ter uma ideia, estima-se que 95% das transportadoras utilizem, no mínimo, 2 plataformas diferentes para expedir os comprovantes necessários.

Contar com uma solução que integre a emissão desses documentos, atualizada de acordo com a legislação vigente, traz muito mais que apenas agilidade na gestão de frete. Também garante a segurança jurídica do negócio, o que evita gastos inesperados por conta das multas.

Negociação

Negociar com os TACs nem sempre é fácil. Muito menos, rápido! Normalmente, as trativas com os motoristas consomem algumas horas diárias de quem faz a gestão de fretes. Além de tratar sobre a mesma demanda com vários motoristas, a comunicação, na maioria das vezes, é feita por aplicativos de mensagens. Assim, reunir as informações em um só local fica difícil.

Com a automatização de processos, a tecnologia já disponibiliza soluções que permitem que essa negociação seja muito mais rápida. E o melhor: centralizadas em uma única plataforma com registro de todo o ciclo e com históricos completos para análise.

Planejamento

Além a negociação, também é preciso planejar a viagem. Aqui está um grande gargalo para quem gerencia o frete. Como o produto embarcado passa a ser de responsabilidade da transportadora, a gestão da logística deve ser feita com cuidado e atenção máxima. Paradas, pedágios, rotas e outros detalhes precisam ser pensados para que o produto chegue ao destino no prazo. Entretanto, diversas demandas ocorrem simultaneamente e, sem a automatização de processos, as chances de erros são bastante grandes.

Na etapa de planejamento, algumas soluções mais completas oferecem:

  • criação de demandas por upload da Nota Fiscal, template e integração;
  • visualização de todas as suas viagens em um só lugar;
  • adicionar uma ou mais cargas na mesma viagem;
  • incluir pontos de parada e otimizar as rotas.

Buscar a automatização de processos como os citados acima está longe de ser realidade apenas para grandes negócios. Atualmente, existem plataformas, inclusive gratuitas, que disponibilizam essas soluções para empresas de pequeno e médio porte. Ou seja, a logística 4.0 já é uma realidade e inserir a sua transportadora na transformação digital, agora, é uma necessidade de mercado!

Agora que você já sabe como a automatização de processos pode aprimorar a sua gestão de frete, confira alguns novos termos que a tecnologia trouxe para o mercado. No artigo Dicionário básico da cadeia logística: termos mais usados e seus significados, elencamos os principais. Boa leitura!

 

Compartilhar: 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin