Como sistemas de TMS vêm transformando a realidade de embarcadoras no Brasil?

sistema tms

Para quem atua na gestão de entregas, falar em sistema TMS pode não parecer uma grande novidade. Afinal, ele já está presente no dia a dia de embarcadores de todo o país desde os anos 90. Mas outros programas também fazem parte da rotina. Os roteirizadores, por exemplo. Eles complementam o planejamento e são fundamentais para que exista um monitoramento de cargas mais eficiente.

Porém, é preciso pontuar que, nesses mais de 30 anos, muita coisa evoluiu e o TMS ganhou diversas funcionalidades. Como o roteirizador, que mencionamos acima. Hoje, plataformas completas conseguem oferecer essa ferramenta de maneira integrada, sem a necessidade da compra de mais um software. Essas inovações surgem para acompanhar um novo ritmo de mercado. Com consumidores mais exigentes e o frete tendo influência direta na decisão de compra, os embarcadores precisam de controle sobre todas as etapas do transporte.

Neste artigo, mostraremos como um bom sistema TMS pode mudar a sua gestão, assim como já acontece com muitas empresas em todo o Brasil. Acompanhe!

Sistema TMS: por que embarcadores têm buscado opções mais modernas

A gestão de transportes é um processo complexo e cheio de detalhes que, se esquecidos, podem se mostrar grandes entraves. Por isso, o ideal é saber de tudo o que acontece com a carga, do momento da coleta à entrega, sem esquecer de acompanhar de perto o deslocamento. Isso porque, mesmo que o embarcador não seja o responsável direto pela movimentação na estrada, o cliente final não faz essa distinção. Dessa forma, algum problema enfrentado pelo TAC, que impacte no prazo, terá consequências diretas na sua relação com o consumidor.

Mas esse não é o único motivo que fez com que as empresas de sistemas TMS percebessem que estava na hora de complementar o produto. A chegada da Logística 4.0 revolucionou a maneira de encarar essa gestão. Agora, as informações precisam estar centralizadas, disponíveis 24h e servir de base para a tomada de decisão. Então, investir na construção de uma torre de controle 100% digital não é mais uma tendência para o futuro e deve ser encarada como uma evolução natural do cenário.

A primeira grande transformação, quando falamos em sistemas TMS, é o modelo de aquisição. Antes, era preciso alocar um bom recurso na compra de uma licença de uso para o programa. Independente das funcionalidades que ele oferecesse, o valor era o mesmo, sua empresa usando ou não esses recursos. Hoje, a computação em nuvem permite a contratação de softwares sob medida, com módulos adicionados conforme a demanda e com pagamento via mensalidades.

Ao levar a transformação digital para a gestão de transportes, os sistemas TMS revolucionaram o setor. Na sequência, você confere outras mudanças significativas que a tecnologia proporciona aos embarcadores.

O que sua empresa ganha ao aderir à tecnologia

Renovar as ferramentas com as quais trabalha é o primeiro passo para se inserir na Logística 4.0. Na gestão de transportes, é comum encontrar quem lide com 4 ou 5 plataformas em conjunto. E, por mais modernas que elas sejam, o fato de precisar nutri-las manualmente já mostra um gargalo produtivo. A integração entre esses sistemas é uma das vantagens de modernizar o setor. Veja mais na sequência.

Conectividade

As informações podem ser acessadas de qualquer lugar, independente do horário. E o melhor: isso não fica restrito ao gestor. Dependendo da plataforma escolhida, o número de usuários cadastrados é ilimitado, diferente dos sistemas TMS anteriores, onde havia uma cobrança a cada novo login criado. Sem contar que softwares mais modernos têm integração com o ERP e dão início ao planejamento da rota a partir do momento em que os dados são cadastrados (número da nota fiscal, destino, itens etc.).

Mas a conectividade não fica restrita aos processos internos. O monitoramento de cargas também pode ser realizado via sistema TMS, com auxílio de apps disponibilizados aos TACs. Assim, o gestor sabe, em tempo real, como está o andamento da entrega e fica por dentro de todas as ocorrências que possam impactá-la.

Competitividade

Hoje, a tecnologia já está ao acesso de embarcadores de todos os portes. Então, apenas implementá-la não é o suficiente para se diferenciar da concorrência. Entretanto, usar as inovações para buscar melhorias constantes, eliminar gargalos e otimizar os processos é o que, de fato, tornará a empresa mais competitiva.

Neste tópico, cabe mencionar que um dos grandes benefícios atuais dos sistemas TMS é a função analytics. Todas as ações são registradas e geram dados valiosos, que são visualizados em um dashboard único. Assim, ao eliminar muitas das tarefas operacionais que tomavam tempo da equipe e, também, fornecer relatórios, as plataformas são excelentes aliadas do aprimoramento da gestão e do saving para o negócio.

Essa nova realidade traz consigo, claro, muitos desafios. Porém, diferente do que muitos podem pensar, eles não se tratam da adequação às ferramentas, mas, sim, a maneira de gerir os processos. Leia mais sobre o assunto no artigo Dificuldade logística não se limita a transporte de carga – é questão de gestão.

Compartilhar: 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin