Marketplace para compras corporativas: por que ele é uma forma estratégica de comprar?

marketplace para compras corporativas

Um ambiente organizado, onde os usuários encontram apenas fornecedores pré-qualificados, catálogos com itens já negociados e têm experiência B2C no B2B. Já pensou em como o dia a dia da sua empresa seria mais assertivo se as solicitações de indiretos fossem resolvidas assim? A boa notícia é que o marketplace para compras corporativas já é uma realidade. E, além de aumentar a produtividade, é um grande aliado da estratégia da sua empresa.

A premissa é, exatamente, essa que você leu acima: tirar dos compradores os processos ― operacionais e bastante morosos ― que envolvem as aquisições de baixo valor e relevância estratégica. Afinal, canetas, papel, materiais de limpeza e outros indiretos são importantes, mas, definitivamente, não agregam ao produto final da sua empresa. Por isso, quanto mais ágeis forem as aquisições, mais os profissionais se dedicarão às questões importantes para o negócio.

Só por esse ganho na eficiência já dá para entender como um marketplace para compras corporativas pode ajudar na sua estratégia de compras. Mas existem outros motivos para que sua equipe passe a utilizá-lo. Continue a leitura e veja quais são!

Marketplace para compras corporativas: um aliado da sua estratégia de compras

Já faz tempo que a área de compras vem sendo vista como um centro estratégico. O próprio conceito de strategic sourcing, por exemplo, é debatido e lapidado há mais de 30 anos. Entretanto, não dá para negar que o boom das tecnologias que apoiam essa transformação aconteceu há bem menos tempo. Quem não se adaptou nesse período, foi “forçado” a encarar essa virada de chave durante a pandemia, quando a cadeia de suprimentos sofreu um enorme baque devido às restrições sanitárias dos primeiros meses.

Porém, de nada adianta nutrir a área com muita tecnologia e negligenciar a gestão estratégica em compras. E, diferente do que muitos ainda pensam, ela não se refere apenas às aquisições de matérias-primas. Deixar esse pensamento de lado e enxergar os indiretos como oportunidades de saving potencializa os resultados e otimizar o dia a dia dos compradores. Veja como um marketplace para compras corporativas pode ajudar!

1. Descentralização planejada das compras

Como mencionamos no início deste artigo, um bom marketplace para compras corporativas oferece um ambiente seguro para a aquisição de indiretos. Lá estarão catálogos com os itens recorrentes já negociados e fornecedores são confiáveis, uma vez que já foram pré-qualificados. Dessa forma, é possível realizar a capilaridade das operações, uma vez que os requisitantes internos podem dar sequência à demanda sem o envolvimento direto da área de suprimentos. Isso porque essas ferramentas já conseguem automatizar 70% do processo ― o que reduz em 40% o ciclo de compra e, consequentemente, leva a um lead time menor.

2. Dados para a análise

Não dá para falar em estratégia sem mencionar a importância de coletar dados. Afinal, uma área de Compras 4.0 não pode ser guiada por “achismos” e precisa estar amparada por informações concretas. Aderindo ao marketplace para compras corporativas, ganha-se um aliado importante para que seja instituída uma verdadeira cultura de dados. Com ele, cada nova aquisição compõe um histórico que é gerenciado por meio de um dashboard atualizado e intuitivo. Assim, o gestor acompanha os pedidos gerados, pendências de aceite dos fornecedores, spend, cost avoidance e produtividade dos compradores.

3. Produtividade

mãos dadas com a estratégia. Até porque a economia é sempre um dos principais objetivos quando falamos. A produtividade dos compradores é o assunto que nunca perde a pauta quando falamos em eficiência dos processos, afinal, torná-los mais estratégico ainda é o desafio de muitas áreas e empresas. Quando a rotina é tomada por cotações recorrentes e urgentes, por vezes desnecessárias e muito operacionais, este ponto é ainda mais acometido. Essa é outra evolução com os marketplaces, uma vez que eliminam a necessidade de cotações frequentes, e prezam pela competitividade em tempo real, como consequência de haverem diversos sellers conectados ao mesmo tempo. Com o marketplace, a produtividade dos compradores pode melhorar em até 70%, e o compliance e regras internas da empresa são mantidos.

Como você viu, um markteplace corporativo é um grande aliado da sua estratégia. Ele pode ser disponibilizado de duas formas: um ambiente público, onde todas as empresas podem comprar e vender. Porém, também é possível implementar um serviço privado. Nele, sua empresa encontra uma loja virtual com identidade visual personalizada e conexões já qualificadas. Assim, a busca por fornecedores, negociação e cadastro dos seus produtos segue os parâmetros personalizados, fluxos previamente definidos deixa de ser um problema para os profissionais. Esse cuidado é essencial para garantir o compliance, tão importante para a área de compras atualmente.

O marketplace para compras corporativas, definitivamente, é uma grande evolução na maneira de negociar e despertar o potencial estratégico desse setor. Entretanto, esta não é a única inovação que, agora, precisa fazer parte do dia a dia desses profissionais. No artigo E-procurement: quais as tecnologias disponíveis hoje em dia para a área de suprimentos você confere as principais.

Compartilhar: 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin