O perfil do profissional de compras 4.0

profissional de compras 4.0

A chegada da Indústria 4.0 não restringiu as linhas de produção. Mesmo aqueles que não lidam diretamente com a manufatura sentiram os efeitos dessa nova revolução. Softwares, métricas, sensores e outras inovações foram inseridas nas rotinas gerenciais. O objetivo, claro, é um cenário mais conectado, ágil e assertivo. E, como não poderia deixar de ser, novos perfis são exigidos pelo mercado. O profissional de compras 4.0 é um ótimo exemplo!

Entretanto, como acontece em toda grande mudança, muitas dúvidas surgem. As automações vieram para substituir o trabalho humano? Como ficam os profissionais de suprimentos já consolidados, mas acostumados a uma rotina mais analógica? Será que é preciso, mesmo, inserir a transformação digital ou dá para seguir com os processos já instituídos?

É para responder a essas perguntas e deixar você por dentro do que se espera do profissional de compras 4.0 que elaboramos este artigo. Continue lendo e tire as suas dúvidas!

Profissional de compras 4.0: saiba o que muda no perfil do comprador

Além da tecnologia, o universo 4.0 trouxe, também, uma série de novos termos para a rotina dos profissionais. Um dos mais citados, sem dúvidas, é o saving, ou seja, a economia que pode ser gerada ao otimizar os processos. E a área de compras, como você sabe, é a responsável direta por negociações que, mesmo que recorrentes, têm impacto no orçamento. Sendo assim, nada mais natural que ela seja parte essencial no alcance desse objetivo.

Até pouco tempo atrás, os compradores tinham como principais funções: encontrar fornecedores, negociar condições e realizar a aquisição. É claro que essas são tarefas complexas e que envolvem muito trabalho operacional, mas, em linhas gerais, essa era a posição do departamento nas empresas. Agora, ele assume um papel estratégico.

Certo, mas e o que é necessário para ser considerado um profissional de compras 4.0? Ao contrário do que se pode imaginar, apenas inserir a tecnologia nos processos não basta. A transformação digital é um conceito que vai além das inovações e exige uma nova postura, mais resiliente, estratégica e orientada por dados. E, aqui, talvez, esteja a maior diferença do perfil tradicional para o atual: hoje, não há mais espaço para achismos ou feeling. Todas as decisões devem ser tomadas com base na análise das informações coletadas.

As principais habilidades do profissional de compras 4.0

Agora que já vimos o que se espera do profissional de compras 4.0, está na hora de conhecer as habilidades imprescindíveis para esse perfil. Você verá que boa parte delas pode ser desenvolvida e aprimorada mesmo naqueles compradores que ainda não tem tanta intimidade com a tecnologia.

  • Capacidade analítica:os dados angariados devem ser analisados e tratados. Embora inovações como Big Data já facilitem esse trabalho, os colaboradores precisam saber quais ações tomar a partir das informações coletadas.
  • Aprendizado constante: tudo muda o tempo todo e isso exige atenção do profissional de compras 4.0. Tanto no quesito técnico quanto em aprimoramento de habilidades de gestão, organização e liderança, é necessário estar a par das transformações.
  • Flexibilidade: mais que ficar atento às mudanças, é preciso ser flexível para reagir a elas.

Muitos pensam que, para atuar no novo mercado, ter conhecimento avançado de tecnologia da informação é imprescindível. Mas as necessidades das empresas agora se concentram nas soft skills, as habilidades comportamentais dos colaboradores. Os softwares, em sua maioria, são fáceis de utilizar e são desenvolvidos pensando na experiência do usuário. Por isso, o sucesso da área de compras depende muito mais do engajamento dos compradores que das ferramentas, em si.

Tecnologia: por que ela é a maior aliada do novo profissional de compras

Os processos de compras operacionais são, sem dúvidas, um dos grandes “ladrões” da produtividade. Horas podem ser desperdiçadas com trocas de e-mails, inserção manual de dados em planilhas, mensagens dispersas em diversos canais… Mas essas operações analógicas trazem outro grande problema: falta de dados. Nesse contexto, conseguir montar um relatório para análise de desempenho de determinado fornecedor, por exemplo,  é uma tarefa enorme. Afinal, as informações sobre as negociações estão distribuídas em plataformas diferentes.

Agora, quando as operações são centralizadas em um único software, fica muito mais fácil ter acesso aos históricos, negociações e outras métricas. E é nesse momento que o grande diferencial do profissional de compras 4.0 se mostra. A tecnologia, por si só, não é capaz de encontrar as melhores soluções sozinha. Ela apenas fornece as informações que devem ser consideradas, analisadas e tratadas pelo ser humano.

Portanto, aqui temos a resposta para uma das perguntas que estão lá no começo deste artigo: as inovações não visam a eliminar o trabalho humano. Embora esse seja um questionamento comum, até 2022 é estimado que a tecnologia gere 133 milhões novas vagas. Afinal, todas essas soluções precisam ser monitoradas. E apenas um ser humano é capaz de analisar os dados gerados e usá-los como base para a tomada de decisão.

Veja algumas outras vantagens que a tecnologia traz:

  • permite a integração de dados  entre os sistemas, plataformas e ERP que a empresa já usa, evitando preenchimentos manuais e diminuindo as chances de erros;
  • pode programar compras recorrentes, reduzindo o esforço humano nas negociações rotineiras e de menor complexidade;
  • reduz o lead time, ou seja, o tempo transcorrido entre o pedido e a entrega;
  • mantém as informações centralizadas e com acesso facilitado;
  • proporciona visualização de todas as etapas dos processos do dia a dia.

A inserção dessas tecnologias já é uma realidade. E a sua implementação não se restringe apenas aos grandes players! Diversas soluções já estão disponíveis, inclusive, gratuitamente, para que o trabalho da área seja otimizado e muito mais estratégico.

Agora que você já sabe qual o perfil do profissional de compras 4.0, continue acompanhando nosso blog para ficar por dentro das inovações nessa área!

Compartilhar: 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin