Logística integrada: quais as vantagens de implementar na sua empresa?

logística integrada

Há algum tempo, os responsáveis por embarcar as cargas trabalhavam quase que de maneira isolada. Afinal, se o transporte não faz parte do corebusiness do negócio, muitos gestores não viam motivos para investir no aprimoramento do departamento. Mas a logística integrada veio para mudar esse cenário. Na verdade, ela surge para suprir demandas dos próprios clientes que, mais conectados e informados, começaram a ver nos fretes oferecidos um diferencial para a compra.

Dessa forma, coube aos embarcadores explorarem melhor os processos em busca de gargalos que estejam comprometendo a eficiência logística. Felizmente, nunca houve tanto conhecimento e tecnologia à disposição. E mesmo que elas já estivessem no mercado há algum tempo, 2020 as tornou inevitáveis. Depois do boom do comércio eletrônico, foi necessário se adequar às exigências do novo consumidor para manter a competitividade.

A logística integrada vem para ajudar os gestores a sanarem esse problema. Neste artigo, você conhecerá mais sobre esse conceito e, também, quais as vantagens de implementá-lo. Acompanhe.

O que é logística integrada?

Antes de entrarmos nos detalhes do tema deste artigo, precisamos explorar um pouco melhor um conceito maior: a Logística 4.0. Embora possa parecer um assunto complexo, ele é simples de entender e tem objetivos bastante claros. Essa é uma modalidade onde a tecnologia é inserida nas rotinas. Assim, há conectividade entre as equipes e as viagens geram dados, que são coletados para embasar a tomada de decisão. Isso porque esse novo contexto eliminou os “achismos” e prioriza ações pautadas em informações, aumentando, assim, a chance de êxito. Quanto aos motivos que a levam ser tão indispensável no cenário atual, estão o ganho de produtividade, eficiência e, claro, lucro financeiro.

Agora que o universo 4.0 ficou mais claro, a ligação desse conceito com o de logística integrada fica evidente. Atualmente, é preciso que todas as áreas tenham uma visão holística do negócio. Aplicado à logística, isso quer dizer que outras etapas além da armazenagem e transporte devem entrar no radar do gestor. Aqui, estamos falando de um envolvimento maior nas questões que tratam de fornecedores e os processos internos que antecedem o despacho da mercadoria. Mas, também, daqueles que vêm depois, como o monitoramento da carga e contato com o motorista.

A tecnologia, claro, vem sendo uma grande aliada na implementação da logística integrada. Os sistemas TMS, antigos conhecidos dos embarcadores, ganharam novas funções que os tornaram uma verdadeira torre de controle digital. Para se ter uma ideia, nas plataformas mais completas, existe a integração com o ERP que a empresa já utiliza, com o objetivo de automatizar a criação do pedido. Ou seja, assim que o programa é nutrido com informações como nota fiscal, destino e itens, essas são compartilhadas com o TMS, que já consegue dar início ao processo de forma autônoma. Inclusive, alguns oferecem a opção de iniciar essa etapa antes mesmo da ordem de venda estar liberada, basta isso ser autorizado pelo gestor.

Quais as vantagens de implementar a logística integrada?

Quando existe a integração entre a área logística e os demais setores e elos da cadeia, o embarcador tem muito a ganhar. O primeiro ponto é o aumento nas oportunidades de melhoria. Quando as áreas se veem de maneira isolada, não há compreensão clara da cadeia de eventos que poderá impactar no prazo de uma entrega. Por outro lado, ao adotar um pensamento integrado, vários gargalos são identificados e sanados.

A partir disso, os outros benefícios são quase que consequências naturais desse alinhamento. A menor taxa de redução de perdas é um exemplo. Os extravios, avarias ou perda de mercadorias são um problema recorrente entre aqueles que trabalham com o transporte de cargas. Além da integração, a tecnologia tem papel fundamental, já que soluções podem ser implementadas para monitorar a armazenagem e facilitar a distribuição.

A logística integrada, como mencionamos anteriormente, não se refere apenas aos processos internos. O relacionamento com os parceiros, como transportadoras e motoristas, também deve ser fortalecido. Para isso, a tecnologia já dispõe de softwares que mantêm o registro das informações. Lá, todas as transações ficam claras, com o fluxo documentado e as partes cientes de seus direitos e responsabilidades.

Agora que você já está por dentro das principais informações acerca da logística integrada e quais seus benefícios, leia também Futuro do supply chain: em que devemos ficar de olho nos próximos anos? Lá você encontrará 4 pontos importantes que merecem a atenção dos embarcadores. Boa leitura!

Compartilhar: 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin