Marketplace B2B: por que não seguir essa tendência coloca os resultados em risco?

Foto de um empresário segurando um tablet e pesquisando sobre as vantagens do Marketplace B2B

Está buscando uma ferramenta para maximizar resultados em compras? Então precisa conhecer o marketplace B2B. Descubra os riscos de não usá-lo na estratégia!

 

É evidente que o setor de compras vive uma transformação. Se acompanha nosso blog com frequência, já sabe! Mundo VUCA, big data, inteligência artificial e marketplace B2B são apenas alguns dos termos que vêm ganhando destaque, mas, no artigo de hoje, o tema central será esse último. Afinal, seu uso influencia diretamente na produtividade da equipe, aumenta a organização e é capaz de revolucionar a análise de dados

Se esses pontos vão ao encontro dos objetivos traçados para a área, continue a leitura! Além de explicar seus conceitos e funcionalidades, ao final do texto, vai ver por que não investir nisso prejudica o rendimento do time de suprimentos. Acompanhe!

Saiba como funciona um marketplace B2B

O primeiro passo para saber por que desviar da tendência do marketplace B2B coloca os resultados em risco é conhecer seu funcionamento. Você já deve estar familiarizado com esse conceito voltado ao B2C. Grandes marcas como Magazine Luiza, Americanas e Amazon são exemplos desse tipo de negócio, entretanto a maior diferença está relacionada ao público. Ao contrário das companhias citadas acima, o B2B consiste na venda de empresas para empresas e, em resumo, é um ecossistema de geração de negócios.

A organização de um marketplace B2B permite que os compradores tenham um catálogo pronto para selecionar os produtos. Com uma visualização geral e possibilidade de acesso em qualquer dispositivo, encontrar as oportunidades mais rentáveis é uma questão de minutos. 

Em compras, ter um local único para acessar o portfólio de todos os fornecedores é indispensável, contudo é apenas uma das vantagens propostas pelo marketplace B2B. A seguir, vamos explorar os benefícios conectando-os com as ameaças de não contar com um software assim.

Veja quais são os riscos de rejeitar o marketplace B2B

Transformar a área de compras em um setor produtivo vai muito além de aumentar o fluxo de trabalho dos profissionais. Essa é uma missão que está atrelada a muitos outros ganhos, como obtenção de Saving nas negociações, economia com materiais e controle dos processos. No entanto, é praticamente impossível alcançar um aumento no rendimento sem automatização. 

Rotineiramente, os colaboradores se vêem sobrecarregados em tarefas irrelevantes estrategicamente. Um exemplo disso é a compra de indiretos, como caneta, papel, material de limpeza e outros. Nem sempre se leva em conta o tempo utilizado nessa atividade, porque, de fora, parece algo insignificante, mas engana-se quem pensa que essas aquisições não influenciam na produtividade. 

Felizmente, tudo isso fica no passado com a implementação de um marketplace B2B. Com ele, executar tal ação levará pouquíssimos minutos – na verdade, a transação nem passará pelo comprador e será feita direto pelo usuário que precisa desses materiais. Isso significa que, no tempo economizado, será possível direcionar os esforços para aumentar lucros, se aproximar de outras áreas de negócios para desenvolvimento de projetos estratégicos e promover maior visibilidade para o departamento. 

Outro ponto relevante é, que uma das maiores atribuições de um profissional de compras 4.0, é definir KPIs e analisar os resultados. Se os processos estiverem majoritariamente em planilhas e papéis, no mais promissor dos cenários, fazer isso levaria meses. 

Reunir todos esses dados manualmente seria um obstáculo. Além de difícil, uma vez que nem sempre se sabe onde buscá-los, eles tendem a ser mascarados, afetando o diagnóstico sobre gargalos e pontos de melhoria. 

Em contrapartida, os dashboards de análises entregues por uma solução de marketplace B2B satisfaz todas as necessidades de avaliação de desempenho. Imagine ter acesso a uma tela que informa, em tempo real, quais são os parceiros que entregam a melhor performance? Ainda traz dados atualizados sobre o cumprimento das cláusulas contratuais e responde à principal pergunta: qual é o valor de Saving conquistado nas negociações? Ter tudo isso centralizado pode ser o diferencial para a tomada de decisões.

 

Bom, somente com esses recursos já dá para saber que não usar um marketplace B2B afetará negativamente os resultados. Mas não é só isso! 

Sem a ferramenta, o processo ocorre de forma manual e extremamente lenta. O colaborador costuma levar muito tempo para fazer a gestão de fornecedores, agrupando-os e selecionando qual possui a melhor oferta. Infelizmente, a seleção acaba sempre priorizando aqueles já conhecidos, justamente porque ir em busca de novos costuma atrasar a operação, o que acaba condicionando a negociação e limitando o comprador a fazer acordos com quem nem sempre oferece bons preços ou condições de pagamento favoráveis. 

São nítidas as transformações ofertadas pelo marketplace B2B. Não acompanhar essa tendência prejudica os resultados da sua área de compras em diversos sentidos, como você acabou de conferir. Quer saber por onde começar? Acesse o artigo “Como a Nimbi pode ser o parceiro da sua transformação digital em compras?” e entenda melhor.

Acompanhe nossas páginas também no Instagram, Facebook e Linkedin.

Compartilhar: 

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin